Home / Empresas / EASYJET recruta mulheres para cargos de engenharia
EasyJet PMEMagazine

EASYJET recruta mulheres para cargos de engenharia

A EasyJet segue os passos da iniciativa Amy Johnson e recruta mulheres para o programa  de Aprendizes de Engenharia Aeronáutica.

Tal como a profissão de piloto, o setor de engenharia na aviação é dominado por homens. Apenas 9% do total de engenheiros no Reino Unido são mulheres. Desses, apenas 5% trabalham no departamento de engenharia da easyJet. A companhia aérea quer aumentar esta percentagem através do recrutamento para esta área.

Além de ser uma inspiração para mulheres piloto, Amy Johnson, como outros pioneiros na aviação, era também engenheira – tornou-se a primeira mulher britânica a obter a licença “C” de engenharia e foi presidente da Sociedade de Mulheres Engenheiras.

O programa de aprendizagem envolve uma combinação de aulas teóricas e formação prática. Os primeiros dez meses do programa irão providenciar formação acreditada tanto em teoria como prática na LRTT no Aeroporto Cotswold. De seguida, os candidatos terão 16 meses de formação no terreno, que terá lugar na easyJet em Luton e Gatwick.

No final do programa, os aprendizes irão graduar-se com qualificações reconhecidas e a experiência e competências necessárias para impulsionar a sua carreira.