Home / Sucesso / O que são Mapas Mentais
Mapas Mentais ajudam o processo criativo e de aprendizagem

O que são Mapas Mentais

Por Mafalda Marques

Os mapas mentais são uma ferramenta utilizada para facilitar a aprendizagem e a memorização, a longo prazo, de qualquer tipo de conteúdo. Foi desenvolvido na década de 70 pelo inglês Tony Buzan, mas tem ganho muito espaço nos dias de hoje no contexto da Programação Neurolinguística (PNL).

De forma simples, o mapa mental auxilia no processo de organização das ideias, numa forma de hierarquização que ajuda a compreender melhor as informações. Geralmente, anotamos as informações de maneira passiva, numa simples repetição. Quando se faz um mapa mental, fragmentamos o conteúdo de forma a criar um raciocínio lógico, o que facilita a memorização.

Para montarmos um mapa mental, é preciso apenas papel, canetas coloridas, criatividade e vontade.

Numa folha de papel lisa, preferencialmente A4 ou A3, escreva no centro o tema principal. A partir daí, puxe setas para os principais tópicos relacionados ao tema em destaque e, em seguida, continue a ramificação com novos sub-tópicos (procure escrever do centro para as extremidades).

Utilize palavras-chave do texto de referência, sempre atento aos principais conceitos daquele tema. Lembre-se de utilizar letras grandes e coloridas, uma vez que o estímulo visual (e, portanto, a memorização) será maior. Também é aconselhado o uso de imagens e desenhos que simbolizem o conteúdo abordado.

Mapas-Mentais-O-que-sao-Como-Fazer-5

Em resumo:

1. Comece pelo tema central

2. Use apenas palavras-chave de cada ideia

2. Existe uma hierarquia dos conceitos, de modo que os conceitos mais gerais estejam mais próximos do centro

3. Esta hierarquia decrescente de importância pode ser comparada com uma árvore: raiz, troncos, galhos, ramos e folhas.

4. Use imagens ou símbolos associados às palavras chave

5. Pinte com cores diferentes para sobressair cada tema

 

Os Mapas mentais possuem diversas utilidades no dia a dia, desde o uso na escola pelos alunos e professores como dentro de empresas para apresentações e brainStorming. Permitem ainda definir tarefas, fomenta o trabalho em equipa e aumenta o desempenho.

Há ainda softwares que ajudam a fazer mapas mentais, como o Goconqr ou MindMeister. No entanto, está comprovado que os mapas manuscritos registam melhor a informação, pela forma cinestésica como envolvem as mãos.