Home / Empresas / Seedrs gera investimentos de quase 900 mil euros em três campanhas portuguesas
Seedrs
foto: Google

Seedrs gera investimentos de quase 900 mil euros em três campanhas portuguesas

A Seedrs, maior plataforma europeia de equity crowdfunding, tem a decorrer, pela primeira vez na sua história, três campanhas de financiamento de startups portuguesas que já levantaram quase 900 mil euros em apenas dois meses. Homeit, Corkbrick Europe e Agroop já excederam o objetivo, entrando em overfunding, sendo que a primeira já duplicou o financiamento inicialmente pretendido.

A Homeit, plataforma portuguesa que permite gerir remotamente unidades de alojamento local, tornou-se na primeira startup portuguesa a financiar-se em tempo recorde, ao captar os 250 mil euros inicialmente pretendidos em apenas quatro dias, e já viu este montante duplicar para quase 510 mil euros.

No caso da Corkbrick Europe, esta startup portuguesa que desenvolveu um sistema inovador modular de construção por blocos de cortiça, também já concluiu com sucesso a sua campanha de financiamento na Seedrs, ao conseguir levantar mais de 166 mil euros face aos 150 mil euros inicialmente pretendidos.

Já a Agroop, startup portuguesa tecnológica para o sector agrícola, concluiu com sucesso a sua terceira campanha de financiamento na Seedrs. Depois de, em 2015, se ter tornado na primeira empresa portuguesa a lançar uma campanha de equity crowdfunding, a Agroop recorreu pela terceira vez à maior plataforma europeia e conseguiu levantar os 200 mil euros pretendidos. A campanha também entrou em overfunding, tendo já levantado mais de 220 mil euros.

Para Filipe Portela, diretor de desenvolvimento de negócios da Seedrs, “além de inédito, o facto de termos três campanhas de startups portuguesas a decorrer em simultâneo e em overfunding revela o interesse cada vez maior, tanto das empresas como dos investidores, no equity crowdfunding, e demonstra que a Seedrs é, cada vez mais, uma fonte alternativa e eficaz no financiamento e investimento em empresas na Europa”.