Home / OPINIÃO / Soft skills em consultoria
paulapranto soft skills pme magazine
Paula Pranto colabora pontualmente com a PME Magazine (Foto: Walk Your Way)

Soft skills em consultoria

Por: Paula Pranto, partner da Walk Your Way

 

Sendo as Soft Skills um termo que está tão na moda, do que é que trata, na realidade?

As Soft Skills são as competências pessoais associadas, por exemplo, à capacidade de Comunicar, de Tomada de Decisão/Resolução de Problemas, Auto Liderança, Profissionalismo ou Interacção em Equipa.

Podemos ser bons profissionais mas bloquear quando temos que falar em público. Excelentes a trabalhar com números mas pouco eficazes a levar a equipa ao seu melhor nível de performance. Inexcedíveis, a definir alternativas de rumo para a empresa mas menos capazes quando temos que defender o nosso trabalho ou o nosso ponto de vista. Ter ideias magníficas que depois falhamos a estruturar.

Até há pouco tempo, as empresas recrutavam com base nos Skills Técnicos e com competências específicas para uma determinada função.

Hoje em dia, as Soft Skills dos colaboradores estão identificadas como um factor essencial de sucesso das organizações. Pelo que o foco para a contratação mudou: aquilo que se procura são pessoas possuidoras de Soft Skills importantes para manter a organização flexível, dinâmica, inovadora.

Quando uma empresa não sente a equipa alinhada, ou acha que não está a obter todo o empenho dos seus colaboradores, ou ainda, que não consegue movê-los numa nova direcção, essencial para o seu negócio, está num bom momento para procurar Consultoria em Soft Skills.

A consultoria é um serviço em que o cliente decide quantas horas quer contratar e como é que as vai utilizar. As necessidades da empresa são identificadas e vão sendo reavaliadas no decorrer da prestação da consultoria.

No fundo, estamos a falar da capacidade das empresas (seja qual for a sua dimensão), em encontrarem na Consultoria em Soft Skills um parceiro para o sucesso da sua equipa e do seu negócio.

O desenvolvimento das Soft Skilks permite apoiar o desenvolvimento de dinâmicas inter e intra equipas, tornando-as mais colaborativas e produtivas.

Desenvolve estratégias que apoiam a criação e/ou o desenvolvimento de um maior resiliência nos seus colaboradores, fomentando a capacidade de, em momentos de desafio, se manterem focados e priorizarem o que é verdadeiramente urgente.

De aceitarem que nem sempre as decisões que tomamos são as melhores, mas que no final dia, o que conta é a nossa capacidade de aprendizagem e quão rápidos somos a reagir face a resultados menos bons.

O desenvolver esta capacidade de resposta nos seus colaboradores, dá a uma empresa uma maior capacidade de resistência e resposta face aos desafios do mercado, hoje em dia sempre em mudança.

E ainda, saber lidar com a crítica, uma vez que aprendemos sempre, todos os dias.

Na realidade, as Soft Skills são poderosas ferramentas de agilização diária do nosso trabalho, de criação de maior ligeireza na forma como lidamos com as coisas menos fáceis e ainda, são transversalmente necessárias em todas as áreas e empregos.

 

(Este artigo foi escrito ao abrigo do antigo Acordo Ortográfico)