Home / OPINIÃO / A “felicidade” nas equipas de alta performance
A "felicidade" nas equipas de alta performance

A “felicidade” nas equipas de alta performance

Por: Luis Granja, autor e especialista em felicidade e produtividade

A “confiança” é o expoente máximo das relações humanas. Sendo uma equipa de alta performance uma constante interação entre seres humanos, a maneira como “confiam” uns nos outros determinará os resultados de excelência que irão alcançar.

Saber gerir a “confiança” numa equipa irá determinar o sucesso que qualquer líder de uma equipa/empresa ambiciona para o seu negócio. Com ela, tudo flui e faz-se muito mais com muito menos recursos e aumentam-se os níveis de produtividade da equipa.

Os colaboradores são autónomos e, por confiarem uns nos outros, delegam tarefas. Gerem melhor o seu tempo e sentem-se donos dele. Cada elemento que a compõe sente que está a explorar todo o seu potencial interior. Uma equipa que transpire “confiança” é uma equipa feliz.

É esse o segredo para a produtividade nas equipas de alta performance. Pela experiência que tenho no treino de equipas, este cenário não é de todo o mais comum. As rotinas criadas, a gestão de stress e a velocidade com que tudo
acontece determinam que os elos de “confiança” entre pares se vão quebrando. Surgem mal entendidos e os
bloqueios relacionais entre pessoas aparecem.

Desta erosão relacional surgem três consequências com claros impactos no normal funcionamento da equipa: ambientes de trabalho “definhados”; índices de produtividade alterados; e recalcamento do potencial humano
da equipa.

 

Leia o artigo de opinião de Luís Granja na íntegra aqui.