Home / Empresas / Publicados novos escalões de IRS
escalões de irs sobretaxa Prazo legal para devolução do IRS termina a 31 de agostoPrazo legal para devolução do IRS termina a 31 de agosto
Foto de arquivo

Publicados novos escalões de IRS

Foram publicados, esta terça-feira, em Diário da República os novos escalões de retenção na fonte de IRS, que passam assim de cinco para sete.

Com os novos escalões de IRS, a retenção de imposto começa apenas para quem ganha mais de 632 euros, como trabalhador ou pensionista, solteiro ou casado nas situações em que os dois membros do casal auferem rendimentos.

Já para os contribuintes casados, em que só um deles recebe rendimentos, há retenção a partir dos 683 euros (contra 641 euros em 2017).

A partir dos salários brutos mensais de 632 euros, os rendimentos são tributados de forma gradual.

As descidas nas taxas de retenção da fonte para contribuintes não casados, com e sem filhos, deixam de ser aplicadas a salários acima de 3.094 euros, mantendo-se as taxas de retenção de 2017.

Para os casados, com e sem filhos, com salário bruto mensal acima de 3.094 euros, as taxas também se mantêm, enquanto para casados com apenas um titular, as taxas de retenção ficam inalteradas a partir dos salários de 2.925 euros.

Por seu turno, os pensionistas com salários até 3.028 euros vão ter uma redução das taxas de retenção na ordem dos 0,5%.

Já os pensionistas, casados dois titulares ou não casados com pensões acima de 672 euros e até 690 euros, terão a mesma taxa de retenção de 3,5%.

Também para os pensionistas com rendimentos entre 691 e 750 euros terão a mesma taxa de retenção de 4,5%.

Dos 750 aos 823 euros, a taxa desce de 6% para 5,9% e até aos 1065 euros haverá reduções graduais. As pensões entre 1311 e 2674 euros terão descidas nas taxas de retenção de 0,5%.