Home / Internacional / Serão precisos 202 anos para haver igualdade salarial entre géneros
semana da igualdade salarial igualdade de género mulheres direção de empresas igualdade de género pme magazine
Foto de arquivo

Serão precisos 202 anos para haver igualdade salarial entre géneros

A desigualdade de oportunidades entre homens e mulheres continua a ser grande. Segundo o relatório sobre Desigualdade de Género, divulgado pelo Fórum Económico Mundial, serão necessários 202 anos para que exista igualdade de oportunidades económicas, como a igualdade salarial, entre homens e mulheres.

Portugal caiu quatro posições em comparação com o ano passado, surgindo agora no 37.º lugar no ranking mundial da desigualdade de género, que congrega 149 países.

A Islândia mantém o primeiro lugar pelo décimo ano consecutivo, seguindo-se a Noruega, a Suécia, Finlândia, Irlanda, Nicarágua, Ruanda e Namíbia.

O último lugar é ocupado pelo Iémen, seguindo-se o Paquistão, Iraque, Síria e Chade.

Especificamente em relação à igualdade salarial, Portugal surge em 103.º lugar.

Recorde-se que a Comissão Europeia assinalou a 3 de novembro o Dia Europeu da igualdade Salarial, considerando que, a partir desse dia e até final do ano, o trabalho das mulheres deixa de ser pago.

 

Apenas 17 mulheres chefes de Estado ou Governo

No que respeita à política, em 149 países, há apenas 17 mulheres a ocupar cargos de chefes de Estado ou de Governo. Serão necessários 107 anos para ser atingida a igualdade neste campo.

Já na educação é onde a desigualdade mais tem vindo a diminuir: as previsões do relatório apontam que serão necessários apenas 14 anos para acabar com as desigualdades na educação.

O Fórum Económico Mundial sublinha que houve mais progressos do que retrocessos nesta matéria, mas frisa que há ainda um longo caminho.