Home / Empresas / Voos teste “livres de plástico” da Hi Fly foram exemplo em todo o mundo
Hi Fly

Voos teste “livres de plástico” da Hi Fly foram exemplo em todo o mundo

Os primeiros voos livres de plástico descartável da Hi Fly foram realizados com sucesso, aplaudidos pelos passageiros, executivos do setor de aviação, turismo e ativistas ambientais.

Durante os voos teste de e para o Brasil no período de férias de Natal e Ano Novo, a Hi Fly, companhia aérea especialista em Wet Lease, substituiu os talheres de plástico por bambu, e utensílios e equipamentos de catering como chávenas, colheres, saleiros e pimenteiros, invólucros de roupa de cama, loiças, embalagens de manteiga individuais, garrafas de refrigerantes e escovas de dentes, por alternativas fabricadas a partir de material reciclado.

O primeiro voo livre de plástico descartável do mundo levantou voo no dia 26 de dezembro, transportando passageiros de Lisboa para Natal, no Brasil, a bordo de um Airbus A340. Este voo foi seguido por mais três voos de teste completamente livres de plástico descartável, e uma série de 12 outros voos com partidas de Lisboa e Porto com destino a Fortaleza, Recife, Maceió e Salvador – Brasil, onde o uso de plástico teve uma redução significativa.

O total de 16 voos teste surgem em consequência do compromisso da Hi Fly de eliminar completamente o uso de plástico descartável em todos os seus voos até ao final de 2019.

O presidente da Hi Fly, Paulo Mirpuri, afirmou na sequência destas operações:

“Estamos muito felizes que estes voos tenham corrido tão bem. Assistir ao entusiasmo dos passageiros, sorridentes, felizes, até mesmo orgulhosos de fazer parte desta iniciativa, apenas confirma que esta é o caminho certo a seguir”.

Paulo Mirpuri disse ainda que

“o nosso objetivo de eliminar por completo o uso de plásticos de uso único até ao final do ano parecia ambicioso para muitos, mas acreditando no projeto e trabalhando arduamente para colocar esta ideia em prática, podemos comprovar a total viabilidade do nosso compromisso e o nosso foco agora será cumprir o prazo que estabelecemos.”

As alternativas sustentáveis utilizadas para as embalagens descartáveis são fabricadas à base de plantas com materiais renováveis, de baixo carbono ou reciclados. Foram também usadas alternativas como o papel, cartão, pla & cpla, bambu, porcelana, vidro e aço inoxidável.

Após os voos, os resíduos orgânicos alimentares bem como as embalagens de materiais biodegradáveis e compostáveis, foram recolhidos por uma empresa transportadora devidamente licenciada que os encaminhou para um operador de gestão de resíduos, onde serão transformados para utilização principal de produção de energia.

Os talheres de bambu foram higienizados pela empresa de catering do grupo, a LSKY, para serem depois reutilizados. Garrafas de vidro, com tara retornável, foram devolvidas ao fornecedor para serem devidamente tratadas e reutilizadas. O papel e o cartão foram agrupados para recolha e reciclagem. O peso total de plástico evitado durante todos os voos teste foi de 1500 kg.

Fabiano Silva, passageiro que estava a caminho do Brasil para fazer uma surpresa de Ano Novo à sua filha, disse:

“É uma iniciativa nobre que acredito ter total apoio de todos. Fico muito feliz por fazer parte deste momento histórico. A poluição pelo plástico é um assunto que exige atenção e ação. A minha filha ficará encantada por saber que eu estava a ir ao seu encontro a bordo do primeiro voo do mundo sem plástico.”

Rodrigo Santos, a caminho de passar uns dias de férias no Brasil com a mulher, também concorda:

“É uma iniciativa importante para nós e para o meio ambiente, acho ótimo que uma empresa portuguesa esteja a tomar a iniciativa liderando o combate ao plástico descartável. Tudo decorreu de forma muito tranquila, a tripulação foi excelente e estamos felizes por fazer parte da construção de um futuro melhor.”

Pedro Ramos, o diretor-geral do Operador Turístico Alto Astral, o cliente destes voos Hi Fly, também elogiou a iniciativa:

“Foi uma ótima experiência na qual estamos extremamente satisfeitos por estar envolvidos. O feedback dos nossos passageiros foi totalmente positivo. Felicitamos os nossos amigos na Hi Fly e estamos muito satisfeitos por ter feito parte deste que se tornará um momento histórico”.